Alopecia

AlopeciaA queda de cabelo, ou alopecia, é consequência de alterações no folículo piloso. Se as alterações forem transitórias e não destrutivas da matriz capilar, ocorre um novo crescimento. Se as alterações provocarem destruição da matriz capilar, resultarão na formação de escaras (feridas), ou atrofia, produzindo alopecia permanente. 

O assunto é muito complexo e extenso, havendo diversas causas para a queda de cabelos. 

Vamos abordar a queda de cabelo partir do eflúvio telógeno (queda intensa de cabelos), uma das queixas mais comuns no consultório. Cada folículo passa através do ciclo do pelo, 20 vezes durante a vida de um indivíduo. 

AS FASES DO CABELO (CICLO BIOLÓGICO)

A pele é o maior órgão do corpo humano, tendo contato com o mundo exterior e interior do corpo humano. É composta de três (3) camadas celulares. Epiderme Exterior, Derme Intermediária e a Hipoderme, que é a camada mais interna. 

Os cabelos se formam na derme. Todo o corpo tem pelos, com exceção da palma das mãos e das plantas dos pés. Existem aproximadamente cinco milhões de Folículos Pilossebácios em cada indivíduo, que é a estrutura sobre a qual se formam os cabelos no ser humano. 

O ciclo biológico do cabelo é dividido em três (3) fases. Crescimento (Anágena) Catágena (Repouso) e Telógena (Queda). 

Cada fase tem um período de duração, sendo que um fio de cabelo cresce por um período médio de dois (2) a oito (8) anos. Após o tempo máximo de crescimento, a matriz para de produzir cabelo, se desprende e desloca-se no sentido da superfície da pele. 

No ser humano, cada cabelo está em uma fase independente, se todos os cabelos estivessem na mesma fase, a cada final de um ciclo de crescimento haveria uma perda de cabelo total, deixando o individuo calvo, até a formação de um novo cabelo (Ciclo Biológico). Em média 80% dos cabelos está na fase de crescimento (Anágena), 20% na fase Telógena (Queda), sendo que, poucos cabelos estão na fase Catágena (Repouso). 

A queda diária normal de cabelos tem uma relação direta com o numero total de cabelos e a duração da fase Anágena.  

A perda diária de cabelos é variável entre as pessoas, vamos a um exemplo. Imaginando que uma pessoa tenha cem mil fios de cabelos e que seu Anágeno dure três anos, significa que a cada três anos a pessoa troca todos os seus cabelos, tendo uma queda média de cem fios por dia. 

A COMPOSIÇÃO QUÍMICA DO CABELO 

Carbono - 45%; Hidrogênio - 7%; Oxigênio - 28%; nitrogênio - 15%; Enxofre - 5% e outros elementos como Ferro, Cobre, Zinco, Iodo, vinte tipos diferentes de aminoácidos, proteínas, lipídios e água. 

As fibras do cabelo são conectadas entre si por meio do aminoácido Cistina, que faz com que o cabelo não se dissolva na água. 

O cabelo é dividido em duas partes, a parte interna, localizada na Derme, onde ocorre a formação, nutrição e crescimento do fio. Parte externa (visível) do fio localizado na Epiderme que se projeta para fora dando moldura ao rosto. 

FASE ANÁGENA (FASE DO CRESCIMENTO) 

Nesta fase, a duração da atividade dos folículos varia conforme a raça, a região, a estação climática e a idade. A fase anágena dura de três (3) a sete (7) anos. No couro cabeludo dos humanos, 80% a 90% dos folículos estão nesta fase, que vem seguida por uma fase transicional, relativamente curta. 

FASE CATÁGENA (REPOUSO) 

Esta fase tem uma duração de duas (2) semanas, e nela se encontram 1% dos folículos. 

FASE TELÓGENA: (QUEDA DE CABELO) 

Cerca de 20 % dos folículos estão nesta fase. É considerada normal a perda de até 100 fios por dia. Acima disso, recomenda-se uma investigação. 

EFLÚVIO TELÓGENO 

O termo eflúvio telógeno significa a eliminação de cabelos em clava, que se segue à precipitação prematura dos folículos anágenos em telógena. Um processo que ocorre como resposta dos cabelos a muitos tipos diferentes de estresse como, por exemplo: 

Febre; 

Parto prolongado ou difícil; 

Operações cirúrgicas; 

Hemorragias (inclusive doação de sangue); 

Redução severa súbita da ingestão alimentar (dieta violenta); 

Estresse emocional, inclusive devido à viagens aéreas prolongadas; 

Quando a pílula anticoncepcional é descontinuada após ter sido tomada por muito tempo;

 Medicamentos também provocam queda de cabelo; 

Alterações hormonais; 

Doença venérea; 

Doenças Metabólicas; 

Doenças Infecciosas; 

Doenças Inflamatórias; 

Neoplasias (Câncer); 

Doenças hereditárias. 

AS ALTERAÇÕES DO CABELO PODEM SER AS MAIS VARIADAS 

Mudanças; 

Na cor; 

Na Estrutura; 

Consistência; 

Aspecto; 

Queda; 

Até a destruição total do Foliculo Piloso. 

CARACTERÍSTICAS DA QUEDA DE CABELO 

queda de cabelo tratamentoAfeta todo o couro cabeludo, com queda de cabelo generalizada; 

Paciente nota a perda aumentada na escova ou pente, e durante a aplicação do xampú ou creme rinse; 

A perda varia de menos de 100 a mais de 1000 fios por dia; 

Se o estresse não for repetido, o recrescimento completo, espontâneo, se dará, invariavelmente, dentro de poucos meses; 

Frequentemente, as mulheres se queixam que o comprimento do cabelo nunca volta a ser o mesmo que o presente antes da gravidez; 

Febres prolongadas ou altas podem destruir alguns folículos completamente, de modo que apenas uma recuperação parcial é possível. 

TRATAMENTO CAPILAR 

Investigar a causa da queda por meio da: 

História clínica sobre o uso de medicamentos e exames laboratoriais (ex. excesso de vitamina A); 

Doenças como diabetes, câncer, infecções, anemia etc; 

Alterações hormonais - hipo e hipertireoidismo; 

Regimes alimentares; 

Cada patologia tem uma série de características próprias que ajudam a investigação para chegar ao diagnóstico;

Uma vez diagnosticada a causa, faz-se o tratamento adequado.

Os cabelos na história:

Olhando para a história da humanidade, o homem sempre se preocupou com os cabelos. Além de oferecer a proteção ao crânio contra traumatismos e radiações solares, os cabelos representam um adorno sexual importante. A adoração aos cabelos atingiu os impérios, a religião, a mitologia, a cultura, as classes sociais e a ciência.

Em todos os tempos e culturas, a perda do cabelo afeta o íntimo das pessoas. Há quatro mil anos, papiros egípcios já mencionavam a anatomia do couro cabeludo, bem como, fórmulas para o tratamento alopecia.

 



Deixe seu recado

Entre em Contato

SP (11) 4063-3338
RJ (21) 4063-8333
RS (51) 4063-8333
PE (81) 3552-5618

Newsletter


Redes Sociais


® Todos os direitos reservados - Clínica Leger 2014. RESPONSÁVEL TÉCNICO: Dr. Roberto Chacur CRM-SP 124125. As informações contidas neste site têm caráter informativo e educacional e de nenhuma forma devem ser utilizados para autodiagnóstico, autotratamento ou automedicação. Quando houver dúvidas, um médico deverá ser consultado. Somente ele está habilitado para praticar o ato médico, conforme recomendação do Conselho Federal de Medicina.

Desenvolvido por